Facebook Twitter RSS
magnify
Home Notícias Porsche e Volkswagen aceleram fusão
formats

Porsche e Volkswagen aceleram fusão

Publicado em 5 de julho de 2012 em Notícias

Ontem foi anunciado pelo Grupo Volkswagen a aceleração da fusão com a fabricante de esportivos de luxo Porsche. Detentora de 49,9% da marca, a montadora alemã prevê fechar o negócio antes da chegada de 2014 e vai desembolsar 4,46 bilhões de euros. Segundo o comunicado divulgado pela VW, a Porsche passará a integrar o grupo a partir de 1º de agosto próximo. O plano foi aprovado nesta quarta pela direção das duas companhias.
Atualmente, o grupo Volkswagen é composto da marca de mesmo nome, Audi, Skoda,  Lamborghini, Bugatti, Bentley, Seat, e as fabricantes de caminhões Scania e MAN. O grupo Volkswagen quer superar a Toyota como a maior montadora do mundo com a meta de vender 10 milhões de veículos por ano até 2018, por meio da combinação de aquisições agressivas, crescimento em mercados emergentes e redução de custos produtivos. A compra mais recente foi a da fabricante de motos Ducati pela Audi, estimada em 860 milhões de euros.
Toda a negociação começou em 2009. Mas ela não foi tranquila. As duas marcas fizeram um acordo de fusão após a fabricante do icônico esportivo 911 ter acumulado mais de 10 bilhões de euros (US$ 12,54 bilhões ) em dívida na tentativa de comprar a Volkswagen. A holding da Porsche ainda tinha uma dívida de 1,5 bilhão de euros. Naquela ocasião, o grupo alemão passou a ter 49,9% das ações da Porsche.

Porsche 911

Em janeiro de 2011, a Justiça dos EUA indeferiu um processo de um grupo de fundos que exigia mais de US$ 2 bilhões em danos contra a montadora alemã, mas outros processos continuavam correndo na Europa. Pelo acordo entre as duas empresas, a fusão era prevista para ocorrer no ano passado, mas, em setembro, a Volkswagen desistiu por conta desses riscos legais. Esses processos alegavam que a Porsche secretamente acumulou ações da Volkswagen e mais tarde causou prejuízos bilionários a investidores. Além disso, pelos termos do acordo, só seria viável que as marcas trabalhassem juntas a partir de 2014.
Em março passado, a Volkswagen adquiriu a Porsche Holding por 3,3 bilhões de euros, o que lhe deu o direito de negociar e operar a marca. Ela também passou a ser presidida por Winterkorn.
Na semana passada, o grupo afirmou que a compra da fabricante do 911 poderia ser finalizada “antes de 2014” por meio de uma alternativa ao acordo assinado em 2009, confirmado nesta quarta, que acelera a fusão das marcas.

O que você acha dessa fusão?

Espalhe a notícia por aí e veja o que cada um acha!

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
No Comments  comments 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *