Facebook Twitter RSS
magnify
Home Dicas Recreio Você cuida dos seus faróis como deveria?
formats

Você cuida dos seus faróis como deveria?

Muito mais do que ganhar multa e alguns pontos na carteira, andar com faróis apagados ou irregulares pode te fazer cair em buracos pelas ruas ou até sofrer acidentes mais graves. Buracos, estradas de terra ou irregulares e ambientes úmidos danificam aos poucos a iluminação do carro. Por isso você deve entender como funcionam os faróis para mantê-los sempre em bom estado e evitar problemas posteriores.

Em resumo, os faróis funcionam através do encandecimento de um filamento, ou através de um composto de gases – sendo o xenônio o principal deles -, mais comum nos veículos modernos. Este último sistema é um arco elétrico entre dois eletrodos encapsulados que geram calor fazendo com que o gás produza luz.

Existem ainda faróis que possuem um mecanismo composto por um defletor, fazendo a luz ser projetada em direção ao globo óptico, que fica encarregado de direcionar o facho de luz para o local indicado, obtendo mais precisão desta maneira.

Especialistas dizem que o mais indicado é começar a manutenção dos faróis pelo alinhamento da peça e continuar pela checagem de lâmpadas e vedações. Outro detalhe a se observar é a vida útil das lâmpadas. Em média, elas funcionam de maneira adequada por 220 horas para as halogenas e 1.500 horas para as luzes de xénon. É indicado realizar a troca aos pares, uma vez que as lâmpadas sempre perdem sua luminosidade ideal com o passar do tempo.

Um forma eficiente de testar os faróis é aproximar o carro de uma parede e aproveitar o reflexo. O mesmo procedimento pode ser utilizado para testar as luzes traseiras.

 

 

Para ler mais notícias, clique em www.vouderecreio.com.br.  Informações sobre a RecreioBH visite nosso site. Siga-nos no Twitter e Facebook

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
No Comments  comments 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *